Você conhece a vigorexia e seus perigos para a saúde?

Imagem de destaque do Artigo: Você conhece a vigorexia e seus perigos para a saúde?
01/03

Vivemos em uma sociedade na qual a busca pelo corpo perfeito e a qualquer custo é incentivada o tempo todo. Algumas pessoas conseguem encarar isso de uma forma saudável, como um impulso a mais para se alimentar bem e praticar atividades físicas. Mas existem muitas outras, que acabam se tornando refé...

Vivemos em uma sociedade na qual a busca pelo corpo perfeito e a qualquer custo é incentivada o tempo todo. Algumas pessoas conseguem encarar isso de uma forma saudável, como um impulso a mais para se alimentar bem e praticar atividades físicas. Mas existem muitas outras, que acabam se tornando refém da necessidade de se enquadrar em um padrão e isso pode se tornar uma doença. 

O que é Vigorexia?

É um transtorno alimentar também chamado de dismorfia muscular ou complexo de Adônis, que faz com que a pessoa enxergue o seu corpo menor do que ele é de fato, levando a uma busca desenfreada pela hipertrofia. É um caso de distorção da própria imagem, em que o indivíduo continua se vendo “pequeno”, mesmo que já tenha conseguido desenvolver a sua musculatura acima do normal.

Quando a pessoa está com esse transtorno, ela busca cada vez mais exercícios, alimentos e suplementos que possam ajudá-la a aumentar a massa muscular. 

Principais características

A Vigorexia atinge predominantemente homens entre os 18 e os 35 anos (embora mulheres também possam sofrer desse transtorno), que passam a ter vergonha dos seus corpos pelas razões listadas acima. Na tentativa de acelerar a hipertrofia, muitos recorrem a treinos insanos, por longas horas; suplementação exagerada e sem acompanhamento profissional; além do uso de esteroides anabolizantes. 

Consequências

Quando a busca pela hipertrofia atinge esse patamar, os meios buscados pelos indivíduos colocam em risco a sua saúde. O excesso de exercícios físicos, muito além do que seria orientado por um professor, e o uso de substâncias ilegais pode fazer com que a pessoa desenvolva problemas cardiovasculares, sobrecarregue os órgãos e ainda sofra sérias lesões.

E não é só isso: quem sofre com transtornos alimentares também pode ter uma maior tendência para desenvolver problemas mentais, como a depressão e a ansiedade.

Principais sintomas da Vigorexia

É possível perceber se alguém está sofrendo com esse problema por meio de alguns sinais:

•Deixar de lado a vida pessoal e compromisso com os amigos para ter mais tempo de se exercitar;

•Adoção de métodos extremos de treino;

•Tendência à automedicação;

•Personalidade cada vez mais introvertida;

•Recusa a convites da família e de amigos para não correr o risco de sair da dieta;

•Procura exagerada por procedimentos estéticos que não seriam necessários.

Tratamento

Depois do diagnóstico de Vigorexia, o tratamento inclui sessões de psicoterapia para que a pessoa consiga aceitar e compreender que está sofrendo de uma doença e tendo uma visão distorcida do próprio corpo. Nessa fase, o apoio da família e dos amigos próximos é essencial.

Também será preciso suprimir o uso de anabolizantes, adotar uma dieta equilibrada indicada por um nutricionista e uma rotina de atividades físicas acompanhadas por um profissional.

Em tempo: Ter foco para conquistar o corpo desejado e saudável é algo muito positivo, o problema é quando isso se torna uma obsessão e a única coisa verdadeiramente importante na vida da pessoa. É aí que o alerta precisa ser ligado.

Convidamos você para nos acompanhar em todas as redes sociais e ter acesso a muito conteúdo sobre saúde e bem-estar!

Drª. Paula Leal, CRM 93528.

Já conheçe nosso perfil do Instagram?