Anti-inflamatórios e sua influência na hipertrofia

Imagem de destaque do Artigo: Anti-inflamatórios e sua influência na hipertrofia
30/07

O uso de anti-inflamatórios para quem treina em academia é bastante comum. Por conta das lesões decorrentes dos exercícios físicos, como dores musculares, na lombar, coluna e tendinites, por exemplo, o instinto natural é ingerir esses medicamentos como forma de amenizar esses sintomas. Não somente as...

O uso de anti-inflamatórios para quem treina em academia é bastante comum. Por conta das lesões decorrentes dos exercícios físicos, como dores musculares, na lombar, coluna e tendinites, por exemplo, o instinto natural é ingerir esses medicamentos como forma de amenizar esses sintomas.

Não somente as dores do dia seguinte do exercício, como as dores musculares tardias, são frequentemente combatidas com o uso de medicamentos como esses. A dor muscular tardia é o quadro que mais incomoda quem se dedica à hipertrofia e se caracteriza como um processo inflamatório de remodelamento dos músculos esqueléticos, em resposta ao “estímulo” do exercício.

Composição prejudicial

A maioria dos anti-inflamatórios possui em sua composição, o princípio ativo ibuprofeno, que tem propriedades analgésicas, podendo ser usado para diversos tipos de dores. Os anti-inflamatórios com essa base agem bloqueando as prostaglandinas, que são mediadoras dos processos inflamatórios, com o objetivo de aliviar os sintomas da inflamação.

Porém, o uso desses medicamentos acaba acarretando problemas nos resultados proporcionados pelas atividades físicas e pela alimentação correta, interferindo na hipertrofia e na recuperação muscular.

Impactos na hipertrofia

Existe uma relação direta entre a hipertrofia e o anti-inflamatório, no fato que a prostaglandina, que foi bloqueada pelo efeito do remédio, é importante para a recuperação do tecido muscular, além de conseguir regular a atividade da enzima mTOR quinase, que auxilia no crescimento, proliferação, transcrição e síntese das células musculares.

Outro fator agravante é a necessidade de sinalizações celulares para que a hipertrofia aconteça. Tais sinalizações, que proporcionam o resultado mais esperado, que é o de aumento da massa muscular, só podem ter sucesso se todas as etapas do processo de hipertrofia acontecerem 100%, desde o exercício bem executado, boa alimentação e a não ingestão de medicamentos como esse.

Além disso, a falsa sensação de alívio imediato proporcionado pela ingestão de anti-inflamatórios acaba por dar a falsa ilusão de que a dor desapareceu, e que pode treinar ainda mais novamente. Isso acaba por aumentar o risco de mais lesões ou a piora da que já está ativa, além de retardar a recuperação por consequência.

Tais anti-inflamatórios compostos por ibuprofeno e ácido acetilsalicílico (aspirina), causam a redução do fluxo sanguíneo e a redução de toxinas no local lesionado, porém, acabam por impedir que nutrientes positivos alcancem o local impactado, retardando assim, a recuperação e prejudicando a hipertrofia.

Apesar da presença de aspirina em muitos anti-inflamatórios, ela não é tão prejudicial para o processo de hipertrofia quanto o ibuprofeno, já que, segundo estudos, quem ingere aspirina consegue desenvolver mais força após ingerido, do que os que consomem compostos por ibuprofeno.

Automedicamento como vilão

Outro detalhe bastante importante é o fato de não ser recomendável o automedicamento, sem o auxílio de um médico especializado em endocrinologia, que, infelizmente, é bastante comum nesse meio. Além de não ser positivo para a hipertrofia, acaba por gerar outros problemas como os gástricos, intestinais, entre outros. A interação medicamentosa dos anti-inflamatórios com outros medicamentos, ou até mesmo com componentes da alimentação, podem ser muito prejudiciais a sua saúde.

Leia mais artigos como esse, acessando o meu site: www.paulaleal.com.br, minhas redes sociais: www.facebook.com/drapaulaleal,www.instagram.com/drapaulaleal; e meu canal no Youtube: www.youtube.com/drapaulaleal.

Drª. Paula Leal, CRM 93528.

Já conheçe nosso perfil do Instagram?