Andropausa precoce: Saiba como identificar e como tratar

Imagem de destaque do Artigo: Andropausa precoce: Saiba como identificar e como tratar
30/05

Quando falamos sobre como os hormônios afetam a saúde, é comum que haja uma associação natural com a saúde feminina. Afinal, as mulheres estão constantemente condicionadas às ações hormonais e talvez isso seja mais visível para elas.  Entretanto, os homens também devem entender como os hormônios...

Quando falamos sobre como os hormônios afetam a saúde, é comum que haja uma associação natural com a saúde feminina. Afinal, as mulheres estão constantemente condicionadas às ações hormonais e talvez isso seja mais visível para elas. 

Entretanto, os homens também devem entender como os hormônios atuam sobre o seu corpo e, principalmente, como podem impactar a sua qualidade de vida. O nosso assunto de hoje é a andropausa precoce, uma condição tipicamente masculina, que pode ser identificada e tratada quando os sinais são bem observados.

O que é andropausa?

Basicamente e de maneira bem resumida, é a baixa dos níveis de testosterona na corrente sanguínea. Ela é comumente comparada com a menopausa, mas isso é um equívoco especialmente por dois motivos: não são todos os homens que passam por isso e, diferente do que acontece com as mulheres, o que há é uma diminuição na síntese de testosterona, e não uma pausa definitiva.

Andropausa precoce

A andropausa pode ser considerada precoce quando se manifesta em homens com menos de 50 anos de idade. Nesse caso, ela pode ser mais problemática, já que pode causar infertilidade e outras doenças, como a osteoporose, por exemplo. É normal que a produção de testosterona diminua com o tempo, mas isso se torna uma questão a ser tratada quando acontece cedo demais.

Causas da condição

Existem homens que são mais propensos a sofrer com a andropausa precoce? Sim, há um grupo de risco, já que ela pode ser desencadeada por fatores psicológicos (depressão, estresse, ansiedade) ou por predisposição genética. A andropausa precoce também pode ser provocada por problemas endócrinos nos testículos onde é produzido esse hormônio.

Além disso, se um homem precisar retirar os testículos cirurgicamente, por conta de um tumor, por exemplo, obviamente também vai ser vítima da andropausa.

Principais sintomas

Os homens podem ficar atentos aos sintomas da andropausa precoce para procurarem tratamento o mais rápido possível. 

Os sinais mais comuns desse problema são a diminuição do desejo sexual; dificuldades de ereção; diminuição do crescimento de pelos no corpo e no rosto; fadiga constante; alterações de humor; tendências ao desenvolvimento de depressão e ansiedade; osteoporose e até o ganho de peso.

Existe tratamento?

Felizmente, sim! Ao perceber alguns desses sintomas citados acima, o homem deve recorrer a um médico endocrinologista. 

Uma vez diagnosticada a andropausa precoce, um dos caminhos que podem ser seguidos é a reposição hormonal masculina, que consiste no uso de medicamentos que contêm o hormônio testosterona sob a forma sintética.

Também existem algumas medidas que ajudam a aumentar naturalmente a produção de testosterona, reduzindo os sintomas da andropausa precoce. Entre elas, podemos destacar a manutenção de um peso ideal; musculação; alimentação saudável rica em zinco, vitamina A e D e procurar dormir bem e evitar episódios de estresse na medida do possível.

Para cada caso, o endocrinologista pode indicar as terapias mais adequadas e que melhorem a qualidade de vida do paciente!

Leia os outros artigos e fique por dentro do mundo da saúde e bem-estar!

Drª. Paula Leal, CRM 93528.

Já conheçe nosso perfil do Instagram?