Como o déficit de testosterona afeta na qualidade de vida do homem?

Imagem de destaque do Artigo: Como o déficit de testosterona afeta na qualidade de vida do homem?
05/11

Você sabia que, assim como nas mulheres, os hormônios também exercem um papel fundamental no organismo masculino? Um dos principais é a testosterona, responsável por equilibrar diversas funções no corpo, como o ganho de massa corporal e a libido. Saiba qual é o papel da testosterona e como seu defic...

Você sabia que, assim como nas mulheres, os hormônios também exercem um papel fundamental no organismo masculino? Um dos principais é a testosterona, responsável por equilibrar diversas funções no corpo, como o ganho de massa corporal e a libido. Saiba qual é o papel da testosterona e como seu deficit afeta a qualidade de vida do homem.

Qual o papel da testosterona no homem?

A testosterona é produzida nos testículos e é o principal hormônio sexual masculino. É por meio deste hormônio que o homem desenvolve características como pelos no corpo, voz grossa, aumento dos órgãos sexuais, produção de espermatozoides pelos testículos e maior massa muscular.

O que o deficit de testosterona causa?

O desequilíbrio hormonal sempre gera diversos problemas no organismo humano, afetando nossa qualidade de vida. Em relação ao deficit de testosterona, chamado de hipogonadismo masculino, os seguintes sintomas podem existir:

•Baixa na libido

•Indisposição

•Insônia

•Dificuldade de ganhar massa magra

•Fragilidade óssea

•Dificuldade de ereção

Quando sei que devo procurar ajuda médica?

Independentemente de sentir algum sintoma, é sempre importante consultar um endocrinologista para fazer uma checagem dos níveis hormonais no organismo. Isso porque sabemos como eles têm um papel fundamental no nosso corpo e influenciam em nossa saúde e bem-estar!

No caso da testosterona é normal haver uma baixa conforme o passar da idade – os níveis começam a descer mais ou menos a partir dos 40 anos. Porém, se a queda está associada a sintomas desconfortáveis é importante procurar por um especialista.

Por que é importante fazer a reposição hormonal?

A correção do deficit de testosterona permitirá que o homem volte a ter um equilíbrio no organismo, aliviando os sintomas desagradáveis que sente. Com isso, há uma melhora na função sexual, no ganho de massa muscular, na disposição entre outros benefícios. Com a reposição, o homem pode ter de volta a sua vitalidade e qualidade de vida!

Existem diversas formas de realizar a reposição, sendo necessário avaliar caso a caso para escolher o melhor tratamento. Geralmente, se utiliza das vias injetável, gel, oral, sublingual ou colocação de implantes.

A reposição oferece riscos?

Muitas pessoas têm medo de fazer reposição hormonal porque ouviram histórias relacionadas ao câncer. Inclusive, muitos homens não querem adequar os níveis de testosterona por terem um avô ou bisavô que desenvolveram câncer de próstata.

Porém, precisamos ter em mente que diversos estudos científicos não demonstram haver uma relação entre a reposição de testosterona e a ativação de células cancerígenas. Além disso, as pesquisas também não mostram relação entre a reposição hormonal e um aumento de risco de problemas cardíacos.

É claro que isso deve ser feito com muito cuidado, especialmente nos pacientes que já apresentam algum outro problema de saúde.

Por isso, é indispensável o acompanhamento médico durante todo o processo, para que a dose de hormônios seja adequada de acordo com as necessidades e características do paciente. E como cada caso é um caso, a conversa com o endocrinologista e o urologista é necessária para escolher o melhor tratamento.

Para mais informações sobre este assunto, leia outros posts do meu blog. 

Drª. Paula Leal, CRM 93528.