Déficit de testosterona: Quando devo procurar um profissional?

Imagem de destaque do Artigo: Déficit de testosterona: Quando devo procurar um profissional?
10/05

A saúde masculina, geralmente, é um assunto pouco falado e pouco conhecido pelas pessoas, até mesmo por conta dos tabus que foram criados aos longo dos anos, sobre o assunto,Por conta disso, muitas pessoas ainda conhecem muito pouco sobre os efeitos da Baixa Testosterona. Porém, assim os hormônios a...

A saúde masculina, geralmente, é um assunto pouco falado e pouco conhecido pelas pessoas, até mesmo por conta dos tabus que foram criados aos longo dos anos, sobre o assunto,

Por conta disso, muitas pessoas ainda conhecem muito pouco sobre os efeitos da Baixa Testosterona. Porém, assim os hormônios afetam as mulheres, principalmente,  durante o período da chamada  tensão pré-menstrual, a famosa TPM, os a produção do hormônio masculino também mexe  com a vida dos homens.

A testosterona tem influência sobre características físicas, psicológicas e até no desempenho sexual e profissional. Com o passar dos anos é muito comum que o corpo reduza a produção de testosterona e para evitar os sintomas é preciso buscar ajuda médica para manter um nível ideal do hormônio no organismo.

Os níveis de testosterona começa a baixa a partir dos 40 anos, no entanto, há homens que têm essa taxa diminuída com idade ainda menores. Tal redução, causa sintomas em todo o corpo e deve ser solucionada com reposição hormonal na maioria dos casos. 

Saiba agora alguns sinais de alerta, dados pelo corpo, quando a baixa produção de testosterona começa a afetar a saúde e requer cuidados médicos. 

Diminuição do Interesse Sexual

Esse é um dos sintomas mais comuns e pode indicar a baixa produção do hormônio, antes mesmo que seja feito qualquer tipo de  exame. Além da falta de interesse sexual, a baixa na produção de testosterona, pode gerar a  disfunção erétil ou perda de potência sexual. 

Cansaço e falta de disposição

A falta de disposição e o cansaço são outros sinais de alerta do baixo nível de testosterona no organismo. A explicação é porque o hormônio está diretamente ligado à produção de energia e bem-estar. Existem receptores para testosterona em vários partes do nosso corpo! 

No entanto, esses sintomas devem ser analisados com cuidado, pois podem indicar uma série de outros problemas, o que pode confundir o diagnóstico. 

Diminuição da Memória

A baixa produção de testosterona também afeta o sistema nervoso. Por isso é muito comum problemas com a perda de memória, da cognição e concentração. Caso você comece perceber uma queda brusca dessa capacidade, pode ser um alerta do corpo.

Aumento da irritabilidade e mau humor 

Assim como a TPM afeta as mulheres, quando estas chegam na menopausa, as mudanças de humor também podem ser percebidas no homem em casos de baixo nível de testosterona.

Esse efeito pode desencadear um problema ainda maior como a depressão, sendo o baixo índice de testosterona uma das principais causas de depressão entre homens que estão na terceira idade.

Dificuldade em ganhar massa muscular 

A baixa produção da testosterona não só dificulta o ganho de músculos, mas também aumenta o acúmulo de gordura, sobretudo na região do abdominal. 

Além de afetar as estrutura muscular, a redução do hormônio, também leva a perda de massa óssea, sendo uma das principais causas da osteoporose em homens.

Problemas de Insônia

Com pouca testosterona o corpo fica menos relaxado, levando à dificuldade de dormir e pode ser uma das causas da insônia.  Mas é  importante ressaltar que a insônia só estará ligada à baixa de testosterona, se caso a dificuldade de dormir, aparecer combinada a outros sintomas já citados nesse texto, caso contrário, pode ser motivada por outra doença. 

Convido você a acessar meu Youtube onde posto vários vídeos sobre hormônios e qualidade de vida para homens e mulheres.

Drª. Paula Leal, CRM 93528.

Já conheçe nosso perfil do Instagram?