5 dicas para melhorar sua performance esportiva

Imagem de destaque do Artigo: 5 dicas para melhorar sua performance esportiva
19/01

Começo do ano é a hora certa para começar a dieta e dar um gás nos treinos, certo? Não, de jeito nenhum. No começo do ano temos mais motivação por conta da ideia de encerramento de um ciclo e início de algo novo. Mas, saiba: toda hora é hora para transformar seu corpo, melhorando sua performance esportiva com saúde e ficar mais moti...

Começo do ano é a hora certa para começar a dieta e dar um gás nos treinos, certo? Não, de jeito nenhum. No começo do ano temos mais motivação por conta da ideia de encerramento de um ciclo e início de algo novo. 

Mas, saiba: toda hora é hora para transformar seu corpo, melhorando sua performance esportiva com saúde e ficar mais motivado e disposto para seguir treinando. Nenhum resultado real vem sem algum sacrifício, mas existe uma série de estratégias das quais podemos nos valer para superar os resultados alcançados. 

Aprenda como melhorar sua performance esportiva e ter mais rendimento:

1) Conheça seu corpo

Não é papo de autoajuda. Conhecer o próprio corpo é fundamental para não fazer um treino pesado acabar em lesão. Pense nisso: você está dando o máximo de si. Seguindo a dieta e treinando forte, mas acaba lesionando o joelho porque não quis aceitar que aquela carga era demais. Isso pode significar meses parado e boa parte dos resultados vai embora. Valeu a pena? Claro que não. Por isso, aprenda a entender o que seu corpo está dizendo. Preguiça é muito diferente de ter chegado ao máximo. Conheça seus limites!

2) Visite um endocrinologista

Se você treina há algum tempo, talvez já tenha ouvido falar sobre a importância de alguns hormônios para o ganho de massa muscular. Se for novo no ramo e está começando, você ainda vai ouvir muito sobre esse assunto. Se seu corpo não está funcionando adequadamente, é impossível alcançar os resultados esperados. E se ele está a pleno vapor, temos formas de melhorar com saúde, sempre, sua performance esportiva. Para isso, visite um endocrinologista e passe a entender como funciona seu organismo de um posto de vista fisiológico.

3) Carboidratos? Socorro!

 Se você é da turma que acha que cortar carboidratos vai te fazer bem, saiba que você está meio certo. O problema não são os carboidratos em si, mas os carbos simples, que produzem picos de insulina. Os carboidratos complexos como ervilhas, feijões (no plural, porque existe muita variedade que também deveria ser consumida), lentilhas, grão de bico, inhame, mandioca (viu, não tem só batata doce para comer) são exemplos de carboidratos complexos. Podem ser servidos de diversas formas, com adição de boas gorduras, e ficam excelentes em saladas frias, perfeitas para o verão.

4) Treino certo

Converse com seu personal ou com o profissional que te assiste e exponha seus objetivos. Isso vai servir, não só para que você tenha certeza de estar fazendo um treino adequado, mas também já servirá para ter noção se o objetivo pretendido é real. É aquela velha história: expectativa versus realidade. Para não pagar mico, coloque os pés no chão e entenda de verdade, com a ajuda dos profissionais certos, tudo o que é possível fazer para melhorar a performance esportiva com saúde.

5) Hidratação

Isso é chover no molhado? Sim, com certeza! Queremos muita água. Entenda, os processos metabólicos precisam de água para acontecerem adequadamente. Por isso, não esqueça: hidrate-se. O cálculo certo para não exagerar é: 35 ml de água para cada kg de peso corporal. O resto é pura matemática. 

Gostou do nosso conteúdo exclusivo e quer saber mais sobre os benefícios que a endocrinologia pode trazer para seu corpo? Continue lendo nossos artigos.  

Drª. Paula Leal, CRM 93528.

Já conheçe nosso perfil do Instagram?