Aeróbicos em Jejum (AEJ): Afinal, posso fazer?

Imagem de destaque do Artigo: Aeróbicos em Jejum (AEJ): Afinal, posso fazer?
18/10

Na hora de fazer exercícios aeróbicos, muitas pessoas se perguntam se é melhor fazer em jejum ou depois da refeição. Afinal, o que é mais recomendado? Posso fazer aeróbicos em jejum (AEJ)?Muitos indivíduos realizam a prática de aeróbicos em jejum (AEJ) para perder peso mais rápido. Em jejum, nosso c...

Na hora de fazer exercícios aeróbicos, muitas pessoas se perguntam se é melhor fazer em jejum ou depois da refeição. Afinal, o que é mais recomendado? Posso fazer aeróbicos em jejum (AEJ)?

Muitos indivíduos realizam a prática de aeróbicos em jejum (AEJ) para perder peso mais rápido. Em jejum, nosso corpo economiza glicose e utiliza nossas reservas de gordura para gerar energia. Além disso, durante o jejum estimulamos a produção de hormônio do crescimento (GH), um dos responsáveis pela queima de gordura no corpo. Porém, existem alguns contras a esta prática:

•A AEJ pode provocar hipoglicemia, ou seja, pouco açúcar no sangue. A hipoglicemia leva a sintomas como tonturas, enjoos e confusão mental. Em casos mais graves, pode até mesmo causar uma lesão neural.

•Outro problema associado ao AEJ é que ao invés de utilizar a gordura do nosso corpo para fabricar energia, o organismo pode fazer o contrário. Ou seja, segurar a queima da gordura para poupar o corpo.

Posso fazer aeróbicos em jejum?

Apesar de ter alguns contras, não existe nenhum impedimento do ponto de vista científico para fazer exercícios aeróbicos em jejum. Cada organismo tem um jeito de reagir e algumas pessoas se sentem bem fazendo os exercícios sem alimentação prévia.

É importante lembrar que o indivíduo deve realizar as atividades físicas da forma que seu corpo se sente bem e não apenas com objetivos estéticos.

Cuidados para praticar AEJ

Se você é adepto da AEJ, fique atento a alguns fatores para um melhor aproveitamento dos exercícios.

O treino deve durar entre 30 e 45 minutos, nada mais que isso. Tenha uma intensidade baixa para garantir que as gorduras sejam utilizadas para gerar energia. Se você fizer exercícios muito intensos, seu corpo passará a utilizar a glicose, mesmo baixa, o que pode provocar hipoglicemia. Além disso, se a glicose subir a liberação de GH não será satisfatória.

Cuidados com a alimentação

Não se esqueça de ter uma dieta equilibrada, rica em proteínas, no máximo 30 minutos depois do treino. Isso fará com que seu corpo encerre o catabolismo (destruição de células danificadas) e inicie o processo de reparação dos músculos.

Você pode também complementar com uma dose de Whey Protein, suplemento nutricional à base de proteína do soro do leite.

Outras dicas para praticar exercícios em jejum

•Beba bastante água antes e depois do treino

•Prefira fazer os exercícios em jejum pela manhã

•Se sentir algum desconforto, enjoo ou tontura pare imediatamente

Além destes cuidados, é sempre bom lembrar: cuide sempre da sua alimentação, evitando excessos e buscando o equilíbrio!

Afinal, AEJ ajuda a emagrecer?

É importante ter em mente que a prática de AEJ deve levar mais em conta seu bem-estar do que o objetivo de emagrecer. Porém, se esta é a sua meta, saiba que de nada adianta tentar práticas inovadoras para perder gordura se não mudar seus hábitos!

Um dos fatores fundamentais para emagrecer é o cuidado com a alimentação. Além disso, a prática de atividade física, não importa se for em jejum ou não, também é aliada em qualquer processo de emagrecimento. Cuide da sua alimentação e da sua saúde e, com certeza, seu organismo trabalhará melhor!

Fique por dentro de outros assuntos sobre saúde e atividade física no meu blog. 

Drª. Paula Leal, CRM 93528.

Já conheçe nosso perfil do Instagram?