Memória Muscular: Como ela pode te ajudar no processo de recuperação?

Imagem de destaque do Artigo: Memória Muscular: Como ela pode te ajudar no processo de recuperação?
27/08

Conquistar massa magra e aquela tão sonhada definição muscular demanda dedicação e continuidade na rotina de exercícios. Apesar disso, todo mundo já passou por uma fase em que interrompeu por um tempo a musculação. Igualmente comuns são as pessoas que acabam conseguindo recuperar a forma com facilid...

Conquistar massa magra e aquela tão sonhada definição muscular demanda dedicação e continuidade na rotina de exercícios. Apesar disso, todo mundo já passou por uma fase em que interrompeu por um tempo a musculação. Igualmente comuns são as pessoas que acabam conseguindo recuperar a forma com facilidade ao retomarem a rotina. Isso é fruto da memória muscular. 

Vamos descobrir neste texto como ela pode te ajudar no processo de recuperação de massa magra. É importante adiantar que todas as pessoas que têm o hábito recorrente de treinar acabam por desenvolver esta memória. E quanto mais jovem a pessoa é no início da prática, mais eficaz a recuperação muscular se torna.

O que é memória muscular?

A existência da memória muscular é possibilitada pela existência dos miócitos. Esses núcleos das células que constituem as fibras musculares têm função de regular o ganho de massa magra. Quanto mais os exercícios exigem dos músculos, maior a quantidade de novos núcleos que será criada. É quando ocorre a expansão das células e a síntese proteica, ou seja, o crescimento muscular.

É em razão desses núcleos que existe a capacidade de recuperação. Afinal, mesmo se você interromper a rotina de musculação e perder massa, o número de miócitos se manterá. Esse é o fator que permite um rápido ganho de músculos e o retorno à forma física de antes.

Apenas tenha cuidado com a intensidade do retorno, pois o corpo não está totalmente preparado para voltar ao ritmo de treinos. Por isso é importante retomar aos poucos a rotina de malhação e caprichar nos aquecimentos para não sofrer lesões. E claro, não vá pensar que anos de sedentarismo podem ser recuperados com facilidade!

O que acontece se você deixa de treinar

Quanto mais tempo você praticou exercícios durante a vida, maior o período de repouso que se passará até que ocorra perda muscular. É por isso que atletas de alto desempenho, mesmo sem treinar, demoram mais a perder a forma. Para quem começou há pouco tempo, ou não possui um histórico recorrente de praticar exercícios, a atrofia é mais rápida. 

Há casos também de metabolismos que favorecem o acúmulo de gordura. Nessas pessoas a falta de treino além de reduzir massa magra resulta em ganho de gordura corporal. Normalmente elas precisam de um bom gasto calórico para manter o peso e a forma.

Como a memória muscular pode te ajudar no processo de recuperação

Como vimos, os miócitos presentes nas fibras musculares mantém-se mesmo na ausência de estímulos. Para utilizar a memória muscular ao seu favor, retome as suas atividades aos poucos. E não se esqueça de iniciar ao mesmo tempo uma dieta balanceada. Consulte um profissional para confirmar se o uso de suplementos para acelerar ainda mais a recuperação é aconselhável.

Além da regularidade nos exercícios é importante que você tenha um sono de qualidade. A hipertrofia muscular depende muito desse repouso já que é durante esse período que há o crescimento de massa magra. Portanto, boas noites de sono colaboram para que a sua forma retorne ao que era.

Por quanto tempo a memória muscular dura?

O tempo que o corpo pode manter a memória muscular é algo surpreendente. Como já foi exposto, a duração dessa memória é proporcional ao histórico da pessoa com os exercícios. É por isso que quanto mais jovem se iniciar o hábito, melhores os resultados na recuperação. Apesar disso, seja moderado na ausência de exercícios. Pode levar mais tempo para que a atrofia aconteça e menos tempo para voltar à forma, mas não existem milagres para prazos muito longos de inatividade. 

Visite outros artigos do blog

Com boa alimentação e dedicação, a musculação promove muito mais do que ganho estético para os seus praticantes. Incluindo-se aí a memória muscular, uma aliada para compensar aqueles momentos em que trabalho, estudo ou família impedem os exercícios. Quer mais dicas sobre saúde, musculação e nutrição? Então visite outros artigos do blog e aprenda mais sobre o assunto!

Drª. Paula Leal, CRM 93528.

Já conheçe nosso perfil do Instagram?